11 abril 2008

Os 15 games que você vai jogar no Wii em 2008

O ano começa em Abril. Pelo menos para os homens de negócio é assim que funciona. A partir do quarto mês do ano é que tudo começa de verdade e as estratégias começam e ser formuladas. E pensando nesse espírito, elaboramos uma lista dos 20 games eu você vai jogar de Abril a Dezembro de 2008. Essa é a premissa da mais nova matéria do Gamer Nintendo. Nela você terá informações exclusivas sobre os grandes games desse ano e sobre aqueles nem tão grandes... Fique de olho nos games das primeiras posições. Vamos em frente, sempre e constante! E os 15 games imperdíveis do Wii em 2008 são:


  1. Kid Icarus – Nintendo – 2008
http://www.voig.com/l.c.bin/F/7886328/Pit_Smash_news.jpg
Imagem de SSBB

O que é: Ninguém sabe ao certo de que forma, mas é certeza que Kid Icarus apareça para o Wii. Resgatar a série é um sonho antigo da Nintendo e temos certeza de que ela não medirá esforços para que seu retorno seja no mínimo sensacional. Apostamos em um game de ação e aventura estilo Zelda, usando as habilidades de Vôo de Pit (já que ele voa). Quem sabe uma ambientação na Grécia antiga com inimigos grandiosos? Vamos torcer muito.

O que esperar: A Nintendo não traria uma série tão antiga se não tivesse uma roupagem atual e cheia de brilho para ela. Talvez o desenvolvimento fique nas mãos da Factor 5 (isso mesmo, a de Lair) e com isso tenhamos um visual arrebatador, uma trilha sonora fabulosa e uma jogabilidade dura. Minha aposta é que quem cuida do game é a Retro Studios. Eles estão calados e fizeram um trabalho tão bom de resgate da série Metroid, que ficaria surpreso se Kid Icarus não repetisse o sucesso. Anote aí, na E3 tem o anuncio de Kid Icarus e no fim do ano você o estará jogando. Pode apostar.


  1. Mario Kart Wii – Nintendo – 27/04

O que é: Simplesmente o mais novo capítulo da série mais divertida dos games de corrida. Depois de estrear na jogatina online com Mario Kart DS, a versão Wii coloca 12 jogadores em disputas acirradas por 32 pistas diferentes (16 delas inéditas). Controle além dos conhecidos karts, as inéditas motos e experimente diversos tipos de controle, desde os que mais se adaptam a você até os que odiará. Não se esqueça do modo Battle, que será garantia de muita diversão. O que esperar: Um game divertido. Apesar de ser imperdível para qualquer dono de Wii, MK não será um game perfeito. Os novos controles com o Remote não são tão bons quanto deveriam e os aspectos técnicos deixam a desejar. O visual é muito seco e limpo demais. Mas mesmo assim, é a estréia da série no console e merece nossa atenção. É um game que você terá que jogar, mesmo que no fim ele te frustre um pouco.


  1. Okami Wii – Nintendo – 15/04

http://z.about.com/d/playstation/1/7/f/4/Okami.jpg

O que é: Em 2006 quando Okami foi lançado para o Playstation 2, muitos tiveram a prova cabal que faltava para afirmar que os games relamente são uma forma de arte. O título acabou sendo um sucesso de crítica imenso, foi eleito o game do ano pelo site IGN.com, o que deixou os fãs de Zelda bravos (já que seu principal concorrente era The Legend of Zelda: Twilight Princess). Agora o game chega ao Wii e ao contrário do que se pensa, não será mais um Wiimake feito às pressas e sem qualquer cuidado. Temos garantias de que esse game será um dos melhores já lançados no sistema e forte concorrente a superar o game original do Playstation 2. Desde quando usamos o análogico do Dual Shock para desenhar os feitiços no original do Playstaion 2, imediatamente ficava claro que esse sistema poderia funcionar bem no Wii, já que a mecânica ficaria perfeita com o Remote. Mas assim que os primeiros números de vendas de Okami saíram, e eles foram muito ruins, uma versão do game para o Wii parecia distante. Eis que o Clover Studios resolve ir contra tudo e anunciar o port do game, mas dessa vez desenvolvido pelo estúdio Ready at Dawn (que vem cuidando de God of War: Chain of Olympus). Há pouco mais de um mês do lançamento oficial, a principal pergunta que podemos fazer é: será que a versão Wii pode O que esperar: Controlar Amaterasu com o Remote é muito mais divertido e competente do que com o Dual Shock. Na comparação, o esquema com o Remote é muito mais intuitivo e rápido. Há alguns pequenos problemas na jogabilidade do game, principalmente quando envolve os movimentos secundários do lobo e nos movimentos de esquiva que estão muito complicados, mas nada que estrague a experiência. Outro ponto importante é que não há nenhum conteúdo real diferente entre as versões Playstation 2 e Wii do game. As maiores diferenças ficam mesmo no visual e nos controles. Mas claro que quem nunca jogou Okami, e foi muita gente, não liga a mínima para isso. Mas mesmo quem já colocou as mãos no game vai gostar de novamente repetir a experiência de uma maneira mais incisiva participativa. Os puzzles, a diversão, a brilhante direção de arte e a história rica e desafiadora fazem qualquer um se apaixonar logo nos primeiros minutos. Okami é simplesmente imperdível!

4. Wii Fit – Nintendo – 21/05

O que é: Mais um game da linha casual da Nintendo voltado para os jogadores que quase nunca se aventuram em games mais complexos. Só que dessa vez a coisa é muito diferente. Junto com o game, um inédito acessório está presente: uma balança que reconhece peso e movimentação do jogador de uma maneira nunca vista. Aguarde por diversos modos diferentes de jogo que serão responsáveis desde em melhorar seu condicionamento físico até em ajudar na melhora da elasticidade de seu corpo. Não se esqueça de seguir os programas para perda de peso, que incluem provas de Ioga e Step. Ou seja, uma academia em sua casa. O que esperar: Um game rico, completo e cheio de novidades, mas que dificilmente agradará aos hardcores. Primeiro porque odiamos fazer exercício (salvo raras exceções) e segundo porque nosso preconceito fará a gente ficar longe dessa baboseira. Vai vender milhões apesar de seu preço salgado (cerca de 90 dólares) e agradar em cheio ao público refém de academia. Talvez pra você gamer sedentário, seja o estimulo que faltava para levar uma vida mais saudável.

5. Tales of Symphonia Dawn of the World – Namco Bandai – Setembro

O que é: A continuação direta de Tales of Symphonia, um dos RPGs de maior sucesso do GameCube. Quem não se lembra, o primeiro game era simplesmente fantástico, com um visual que dispensava comentários e rendia mais de 60 horas de um jornada longa, com excelentes batalhas contra chefes (algumas duravam quase uma hora!). A continuação retoma os andamentos da história de seu antecessor e acrescente uma jogabilidade melhorada, gráficos mais limpos e fluentes e principalmente uma trilha sonora mais rica. O que esperar: O RPG que faltava no Wii. Personagens e ambientes extremamente carismáticos e um visual completamente fantástico (repare que não é mais cel shadding, e sim mais limpo e cheio de efeitos especiais). O sistema de batalha é uma variação do anterior e permitirá que o jogador realize combos com a presença de até mais três jogadores. O Field Map não retornará neste jogo, agora a navegação é feita com o Remote, muito mais prático e eficiente. O gênero que mais falta no console parece que ganhará um membro de peso.


6. King Story – Marvelous – 2008

O que é: Uma idéia nova, que se adequa ao Wii e principalmente muito interessante. O jogador é um tímido rapaz chamado Corobo Bred que encontrou uma misteriosa coroa que lhe dá o poder de chamar as pessoas e fazê-las seguir ordens. Como Rei da Aldeia, seu objetivo é fazer crescer o vilarejo e as pessoas ficarem felizes. O design do jogo irá combinar vários elementos, bem como simulação em tempo real e de aventura. Desde Chrono Trigger um time tão talentoso não se envolve em um projeto. A direção fica por conta de Yasuhiro Wada (de Harverst Moon), o produtor é Yoshirou Kimura (de Harverst Moon e Chulip), Hideo Minaba (de Final Fantasy XII) cuida do design de personagens, Kazuyuki Kareashima (de Super Mario RPG) é responsável pelo design de inimigos. Pra encerrar o Game Design é de Norikazu Yasunaga (World Neverland) a Direção é de Youichi Kawaguchi ( Dragon Quest VIII: Journey of the Cursed King ), as Composições são de Yoko Shimomura ( Kingdom Hearts series, Super Mario RPG: Legend of the Seven Stars ). O que esperar: Apesar de parecer bem obscuro, o time de desenvolvimento dá uma animo novo na jogada. Espere um game maravilhoso, inovador e com a cara do Wii. Wada criou Harverst Moon e nunca mais se aventurou em um outro projeto. Exigente, ele está amando o desenvolvimento de Kig Story e tem se dedicado integralmente. A direção de Youchi Kawaguchi que fez o fabuloso Dragon Quest VIII completa o pacote. Não sei porque, mas esse é um game que tem tudo para se tornar imperdível. Aguarde e confira.


7. Sonic Unleashed – Sega – Novembro

http://img.hexus.net/v2/gaming/screenshots_xbox360/unleashed/unleashed2_small.jpg

O que é: Simplesmente o game que encantou a grande maioria dos fãs do ouriço nas últimas semanas. Usando uma engine completamente nova, o game tem tudo para resgatar a profundidade e o carisma da série bem como a jogabilidade veloz que fez de Sonic um sucesso. No game, Sonic está infectado por uma maldição que o transforma em lobisomem e terá que lutar consigo mesmo, numa jogabilidade que mistura elementos da série antiga com os do recente Sonic Rush do DS. O que esperar: Pela primeira vez em muito tempo, um bom game. Não sei qual foi a poção o Sonic Team tomou, mas parece que conseguiram resgatar o espírito da série. O grande problema da versão Wii, está numa confirmação da versão Playstation 2, o que abre um precedente para que o game de Wii seja um port do Play 2. Claro que nada disso está confirmado e o game pode surpreender e ter uma versão única para o console da Nintendo. O visual mostrado até agora parece ser das versões para Playstation 3 e X-box 360, mas depois do que vimos em Galaxy, é perfeitamente possível no Wii. Vamos aguardar até maio, quando devemos ter mais detalhes.


8. de Blob – THQ/ Blue Tongue – 26/09

O que é: Uma idéia simplesmente incrível de uma equipe de universitários. Não é com freqüência que isso acontece, mas de vez em quando uma desenvolvedora cria um game que oferece uma experiência totalmente única. Numa indústria focada cada vez mais em franquias rentáveis e de alto orçamento e onde a maioria dos games exclusivos acabam por passar desapercebidos, games com essa característica acabam marcando mais e vendendo menos. Jogos como Zack & Wiki, Elebits e No More Heroes são dessa categoria e embora não sejam AAA eles trazem um frescor novo para os games que faz com que eles permaneçam na memória. Pois bem, o mais novo game dessa categoria vem de uma fonte pouco provável: a THQ – mais conhecida como a produtora número 1 quando o assunto são licenciados. Junto com a desenvolvedora Blue Tongue, um grupo de ex-universitários, eles estão criando algo verdadeiramente original no Wii. Obviamente só de olhar para a tela você já percebe o que é o jogo e qual seu objetivo. É uma estranha combinação, que seria uma mistura de Mercury Meltdown Revolution, Jet Set Radio e algo como Pikmin e Elebits. Para quem não está familiarizado com o jogo, em de Blob você controla um herói gelatinoso que absorve a tinta dos habitantes de uma cidade acinzentada onde os seres vivos são feitos de tinta. Usando a tinta destes habitantes você pode pintar a cidade. O que esperar: Um dos games mais inovadores, criativos e bem desenvolvidos do Wii. Repare Tudo parece genial e a equipe parece estar focada em oferecer uma experiência única e recompensadora. Desde a última E3, quando acabou indicado a melhor game de Puzzle da feira, deBlob evoluiu demais e vem alcançando um nível técnico excelente. Desde seu visual limpo, mas muito bem feito, até sua jogabilidade eficiente segundo quem jogou, depõe a seu favor. Elementos de diferentes gêneros, um pomposo design de inimigos e uma premissa complexa completam o pacote. deBlob. Anote esse nome.

9. Wii Music – Nintendo – Novembro

O que é: Até agora um conceito. Após a E3 talvez um dos grandes chamariz do console em 2008. Apresentado como o novo projeto de Shigeru Miyamoto em pessoa, Wii Music permitirá mais de 30 instrumentos diferentes apenas usando o Remote. Sabe-se lá como isso pode ser feito (mas não duvide de Mr. Miya nunca!). O visual será bem simples, com o uso de Miis inclusive, e a jogabilidade um mistério. Recentemente noticiou-se a possibilidade de um acessório acompanhar o game, Nada ainda foi dito. Aguardaremos a E3. O que esperar: Só pelo nome de Miyamoto envolvido, muito. Ele nunca errou um projeto e dificilmente será agora. Além da variedade de instrumentos outro grande diferencial deve ser a jogatina online. Modos de exibição de habilidades e composição de canções devem ser possíveis. Prefiro não opinar muito, mas minha expectativa é alta!

10. Final Fantasy Crystal Chronicles: The Crystal Bearers – SquareEnix – 4º trimestre

http://wiimedia.ign.com/wii/image/article/792/792108/final-fantasy-crystal-chronicles-crystal-bearers-20070525083530131.jpg

O que é: A continuação direta do primeiro FF CC do GameCube. Para quem não se lembra, era um game inovador que ousava conectar quatro jogadores para juntos enfrentar uma jornada maravilhosamente realizada com a cooperação. Depois de muito tempo sumido e do anúncio de My Live as a King, muita gente pensou que o game estava morto e enterrado. A resposta veio na GDC ´08 quando Toshiro Totsuchida disse que o game não foi cancelado, mas que não podia comentar os planos futuros da empresa. Ou seja, ele vem aí, mais forte e mais poderoso (não, não é um filme de terror...) O que esperar: Um épico puramente online. Todas as evidências de Crystal Bearers apontam para essa perspectiva: Um game online rico e cheio de possibilidade online, talvez o primeiro RPG com modo desse tipo no console. Já imaginou batalhar com mais três pessoas ao redor do mundo enquanto combina as estratégias pelo Headset do Wii (ele virá, pode apostar)? Ou então uma jornada massiva em que você pode combinar quests com pessoas de todos os cantos do mundo? O universo é grande e as possibilidades também. Basta a Square Enix trabalhar direitinho que o resultado vai ser excelente.

11. Disaster: Day of Crisis – Monolith – Junho

http://www.aussie-nintendo.com/images/NEWS/disasterdayofcrisis2.jpg

O que é: Disaster é um jogo, neste momento a ser desenvolvido por Monolith Soft e por ser publicado pela Nintendo para a Wii como ideia para a iniciativa de criar novos Franchises para a Nintendo. É um jogo de sobrevivência, aonde o objetivo principal é sobreviver a catastrofes naturais, e escapar são e salvo. É um dos jogos mais esperados para a Wii. O que esperar: Até agora pouco se sabe sobre o game. Nas mãos da Monolith (que fez o incrível Baten Kaitos) a expectativa é altíssima principalmente se levarmos em conta a promissora demo apresentada na longínqua E3 2006 e que é a única até então do game. A temática é simplesmente fabulosa e o design do personagem impressiona pelo carisma. Recentemente, a revista N Revolution datou o game para o dia 24 de junho. Não sei se é verdade, mas torço pra que seja. Eu quero mais informações!

12. Final Fantasy Crystal Chronicles: My Life as a King – SquareEnix – 12/05

http://www.gamebump.com/images/upload/q3q6wq7wq2mpsrzpy0tp5364.jpg

O que é: O único game da primeira leva do WiiWare que realmente vale a pena. Nele o jogador é responsável pela criação de uma cidade, acumulando cristais e recrutando pessoas para que isso possa ser feito. Além do belo visual e da técnica apurada, o game conta com muitos modos de jogo diferentes e uma temática completamente atraente. A ambientação das fases e o design de personagens é muito bem feito. É uma bela estréia para o Wii Ware, mesmo que o game não seja unânime. O que esperar: O primeiro game que você deve baixar no seu Wii vindo do WiiWare. Além de levar o nome de uma série famosa, My Life as a King é o primeiro jogo a aceitar download de conteúdo adicional. Apesar da maioria dos itens custar caro, é uma primeira iniciativa que tem que ser copiada e experimentada por mais gente. Espere um bom simulador, com excelente design artístico e visual exasperado. Mas não espere muita profundidade.


13. Animal Crossing Wii – Nintendo – 4ºTrimestre

http://www.got-next.com/media_gcn/animal_crossing/animal_crossing3.jpg
Imagem da versão GC

O que é: A continuação da série que vendeu 10 milhões com apenas dois games lançados. Animal Crossing é um dos poucos games que não só consegue se adaptar a todo tipo de jogador, como oferecer uma jornada praticamente longa e extremamente recompensadora. Talvez, isso nem seja algo bom pra uma parcela de pessoas, mas pra mim é fundamental. A divulgação do game deve acontecer na E3, mas espere novidades um pouco antes. O que esperar: Um game grandioso e cheio de possibilidades. Já fazem alguns meses que a revista americana EGM disse que o game seria um MMO com possibilidades para que muitos jogadores interagissem. Parece que o rumor não se sustentou. A certeza é que AC utilize, e muito bem utilizado, do novo sistema da Nintendo, o Pay to Play. Assim novos itens poderão ser comprados deixando o game ainda mais grandioso. Online rules!

14. Resident Evil Zero – Capcom – 4º trimestre


O que é: Um Wiimake de um game lançado para o GameCube em 2002. Nele, você controlava dois personagens ao mesmo tempo, o que gerava algumas vezes uma dificuldade ferrenha e extremamente frustrante. Mas o game contava com uma bela ambientação, um storyline denso e muita ação. O que esperar: A Capcom permanece um pouco calada com relação ao game. Não custa sonhar uma jogabilidade refeita para utilizar todas as possibilidades do Remote. Queremos uma ambientação típica de Resident Evil 4 com uma movimentação mais suave também. O lançamento do game deve acontecer ainda esse ano, mas espere um pouco de atraso na versão americana. Tomara que seja bom, e faça sucesso, assim quem sabe não ganhamos um Resident novo de verdade no Wii? Não custa sonhar!

15. Deadly Creatures – THQ – Outubro

A imagem “http://finalboss.uol.com.br/fb3/fotos/2008/02/205330.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

O que é: Difícil definir. Um game mórbido, com elementos de terror, mas ao contrário de usar monstros, os personagens principais são animais peçonhentos. Como um Pokémon para adultos. O visual é simplesmente fantástico, um dos melhores do Wii até agora, com elementos bastante detalhados e uma ambientação grandiosa e assustadora. Os modelos poligonais estão bem trabalhados. O que esperar: Segundo o único Hands-on do game até agora: muito. O site americano IGN elogiou a premissa técnica e fez questão de comentar que o game pode se tornar um dos grandes hits do ano. A jogabilidade é a grande preocupação, mas parece ter evoluído bem nos últimos meses. O game não é exatamente de luta, mas os elementos principais desse gênero estão presentes. Há grande possibilidade de modos online e cooperativos. Sensacional.

Fique de olho também em:

· Sadness: O misterioso game da Nibris parece que só sai em 2009. Mesmo assim deve se o projeto mais grandioso já feito pela produtora. Sustos, ambientação grandiosa e um visual praticamente impecável deverão estar presentes. Sadness tem tudo para ser um grande sucesso do Wii.

· Rock Band: A versão Wii permanece em sigilo, talvez até o fim de hoje ela apareça. O download de conteúdo online deve estar presente, apesar do Wii não ter um HD. O pacote deve custar caro, como já é nos outros consoles, mas deve valer a pena para quem quiser sentir o gostinho de ter uma banda em casa. Não se empolgue muito: o game não é nada fácil e exige dedicação. Mas é fantástico.

· We Ski: O segundo game que usa a Balance Board oferece uma experiência muito divertida de exercícios. Esquiar para bater recordes é divertido e pode pegar no ocidente e principalmente na Europa. Será o game que voe vai comprar se gostar de Wii Fit.

· Samba de Amigo: O musical e carismático game da Sega deve ser um dos hits do ano. Saem as maracas, entram os Remotes. Mas a direção de arte fantástica e a bela trilha sonora continuam. Ah, não se esqueça que o game deve aparecer hoje, no Nintendo Media Summit.

· Star Wars Force Unleashed: Apesar de ter cara e confirmação de port, Force Unleashed vai dar-nos a primeira experiência de experimentar o Remote como um Sabre de Luz. Tá certo que se for uma porcaria, isso de nada vai adiantar. O Kleber ta animado com ele, eu nem um poço.

· Mario Super Sluggers: Depois de um tempão sumido, Sluggers reapareceu e pode ser uma boa aposta para 2008. Sei não, mas acho que será um grande sucesso no Japão, onde sai em junho. Em breve, tem preview especial aqui no Gamer Nintendo.


· We Love Golf: A Camelot é imbatível quando o assunto são games desse gênero. Espere uma jogabilidade prática e eficiente, modo online arrasador e muitos personagens selecionáveis. Pode se tornar clássico.

http://img.dailymail.co.uk/i/pix/2007/09_02/wiiNTI1309_468x341.jpg
Com tanta coisa boa, nem sua Vovó vai ficar sem jogar Wii

Vem muita coisa legal por aí... E opine: Qual game você mais espera para 2008?


5 comentários:

Grande Tobi disse...

para mim é Disaster Day of Crysis. Mas se eu pudesse escolher um de fora, seria o projeto da Silicon Knights. Esse sim me parece demais!

Anônimo disse...

spore n vai sair para o wii?

Anônimo disse...

spore n vai sair para o wii?

Léo disse...

Mario Kart rula man!!

Spore Wii soh em 2009 provavelmente =(

Gustavo Assumpção disse...

Exatamente Anônimo! O próprio Will Wright comentou q o game deve sair em março de 2009... Uma pena